Falta de concurso e má gestão do IMPRO, reflete no bolso dos Servidores

1
1

impro

Nos últimos anos, a Prefeitura de Rondonópolis tem substituídos os concursos públicos por contratos temporários. Ação, esta, que poderá acarretar sérios desgastes financeiros à máquina pública.

Atualmente os cofres da Prefeitura, repassam mais de 18%, ao Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de Rondonópolis-MT (Impro), no inicio este percentual era de pouco mais de 11%.Os servidores contribuíam com 09%, hoje já ultrapassa os 11%, reajustes que tornaram o Instituto incapaz de gerir suas próprias finanças.

Segundo especialistas na área previdenciária, caso o Município não faça um concurso, o quanto antes, este percentual poderá chegar a 22%, . Percentual que poderá impactar o Instituto num curto prazo.

Caso o Impro, quebre, servidores que estão há mais de 25 a serviço do município, poderá ter grandes dificuldades para garantir suas futuras aposentadorias. Mas, se a Prefeitura resolver custear, as despesas quem pagará a conta mais uma vez será os cidadãos rondonopolitanos. Nos dias atuais o executivo repassa 18,39%, do montante da folha salarial dos ativos. Recursos que deverão ser investidos na saúde, infraestrutura, educação entres outros, serão destinados à pagar o Impro.O prejuízo para os cofres públicos é de aproximadamente de Um Milhão de Reais ao mês.

Portanto uma das saídas para evitar a quebra do instituto é a realização de concurso público.

1 COMENTÁRIO

  1. EM ÉPOCA DE TROCA DE GESTÃO, UMA INFORMAÇÃO EQUIVOCADA PODE TRAZER UM ADMINISTRADOR PIFIO PARA AQUELES QUE DEDICAM MUITO DE SUAS VIDAS AO TRABALHO…. ME QUESTIONO: ONDE VAMOS PARAR COM TANTA HIPOCRISIA E ESSE VALE TUDO POR UM CARGO? O PIOR É VER GENTE QUE SE DIZ ESCLARECIDA, COMO PROFESSORES E ADVOGADOS PROPAGANDO INFORMAÇÕES COMO ESTAS AOS QUATRO VENTOS… UM VERGONHA O NIVEL QUE CHEGAMOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui