Atraso Salarial: Mais uma vez servidor público será penalizado pela atual gestão

0
2

De acordo com o Ministério Público Estadual (MPE), estima-se que pelo menos 20 milhões de litros de esgoto foram  lançados no Rio Vermelho, o que mostra que os danos ambientais são de semelhança e  proporcional ao ocorrido em 2012, quando servidores do Sanear chegaram a ser presos por uma ação idêntica caracterizando  crime ambiental.
Em reunião realizada no dia 18 deste, na Sub-Sede da OAB em Rondonópolis, onde participaram população ribeirinha uma das mais atingidas com o vazamento do esgoto, representantes do SANEAR e a pauta foi o mediada pelo promotor de Justiça Marcelo Vacchiano.

Eles constataram que o problema na elevatória da Vila Canaã é muito mais complexo do que o imaginado, e toda a rede de esgoto da cidade deve ser revista para  evitar novos lançamentos de esgoto no Rio.

Além de inquérito e ação civil pública, o MPE pediu e a Justiça atendeu, bloqueando R$ 8 milhões das contas do Município de Rondonópolis para que investimentos na ampliação da rede sejam feitos.

O outro lado

A Prefeitura publicou uma nota confirmando o bloqueio na conta do Município. Em função do bloqueio de R$ 5.468.331,42 da conta da Prefeitura determinado pela Justiça, os salários dos servidores municipais do mês de outubro poderá atrasar. O Município, por meio da Procuradoria-Geral, entrou com um agravo de instrumento no Tribunal de Justiça de Mato Grosso para reverter a decisão de primeira instância.

A principal preocupação dos gestores é buscar garantir que não ocorra atraso no pagamento dos salários e medidas estão sendo adotadas para tal.

O atraso

Os servidores estão na bronca por mais uma vez serem “responsabilizados” ou penalizados por ações que são exclusivas da atual gestão.  O atraso nos salários poderá ter um efeito dominó, uma vez que os servidores não terão como honrar seus compromissos com terceiros  envolvendo o comercio local entres outros. “O MPE deveria punir os gestores que deixaram o problema se agravar. Nós servidores não poderemos ser penalizados por algo que não fizemos”, disse um servidor de carreira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui