NOTA DO SISPMUR SOBRE A PARALISAÇÃO

0
438

No dia 13/02/2020, o SISPMUR, esteve mobilizado na frente do Paço Municipal, em um dia de PARALISAÇÃO. O primeiro ato deste dia foi um momento de reflexão e oração em prol ao movimento que ia acontecer e principalmente pela Secretária de Educação Carmem Garcia Monteiro, pedindo a Deus que abençoasse a mesma nesta hora, pois, para o Sispmur e muitos dos presentes naquele ato, ela tinha sido exonerada injustamente pelo Prefeito.

Durante toda à tarde, na Paralisação, nas falas dos sindicalistas e dos presentes, o nome da Carmem esteve sendo defendido, pois para o Sispmur, a maneira pela qual a Secretária foi interpelada, se tornou uma aberração, sendo avisada por outros secretários.

Sobre a pauta de reivindicação, a qual os servidores ali buscavam, o Prefeito respondeu em uma nota que estava pagando o IMPRO e o SERV SAUDE em dias, que estava em dias com os pagamentos dos servidores, que vem dialogando com o sindicato e que estava reformando as unidades escolares, enfim, para ele, tudo estava bem.

Porém, em outra nota, o Sispmur respondeu que estar em dias com as obrigações do IMPRO, do SERV SAUDE e pagar em dias os servidores, são obrigações do Prefeito, isto Porque há recomendações e multas caso ocorram inadimplementos, e que das várias pautas reivindicadas, nenhuma ainda foi acatada durante os quatro anos de seu mandato. A Presidente do Sispmur Geane Lina teles diz ainda que está tendo sim o diálogo com o Sispmur, mas que porém, entretanto, nada de resoluto e real sobre as pautas, “como é que o prefeito  está preocupado apenas  com as suas obrigações legais e reforma das unidades escolares se há cargos em vacância? Os alunos estão sendo auxiliados por estagiários; todos os anos existem demora, dificuldades e incertezas nos preenchimentos das vagas”, afirmou a líder do sindicato, que declarou ainda que se o prefeito não atender as reivindicações de seus servidores em um ano de campanha eleitoral, que dirá nos próximos quatro anos em caso de permanecia de sua gestão; o Prefeito oferecer “Receber o Sindicato é uma coisa, acatar as pautas de reivindicação é outra”, ressalta Geane.

Por fim, a Diretoria do Sispmur avaliou que há necessidade de participação, e como positiva o dia da Paralisação, pois os servidores dos três PCCVs tiveram vez e voz, proclamou suas angustias ao Secretário de gestão de pessoas, Sr. Marcus Vinicius, que os ouviu e respondeu aos questionamentos que apareceram, tanto do sindicato como dos servidores.

Desta feita, ficou deliberada nova Paralisação que irá ocorrer na próxima quarta feira, dia 19 de fevereiro, durante a Sessão da Câmara Municipal, a partir da 13:30 horas. O edital de convocação será publicado o mais rápido possível; o SISPMUR Conclama a presença de todos os servidores que estejam presentes.

 

                                                  DIRETORIA DO SISPMUR

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui