Paralisação: Coder e sindicato selam acordo e trabalhadores voltam às atividades

0
0

foto coder

Na manhã desta quarta-feira(11), diretoria da Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis (Coder), e Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Rondonópolis (SISPMUR), ser reuniram em assembléia com os trabalhadores da Companhia, e , apresentaram aos mesmos as propostas firmadas entre Sispmur, representantes dos servidores e a diretoria da Coder.

Os avanços não foram os esperados por alguns funcionários mas, a maioria saiu da assembléia com sensação de conquista. O reajuste do Vale Alimentação ficou para o mês de julho. Porem alguns funcionários terão uma reposição considerável dentro da suas receitas. Outro ponto questionado pelos trabalhadores foi em relação ao corte do ponto (desconto dos dias parados). O presidente do Sispmur Rubens Paulo, solicitou que a diretoria da Coder não penalizasse os mesmos. O pedido foi acatado pelo diretor presidente, o vereador licenciado Rodrigo da Zaeli ( PSDB).

O presidente do Sispmur Rubens Paulo, fez a leitura da minuta com as propostas. Logo após o sindicalista colocou em votação, e os trabalhadores foram favoráveis as negociações e finalizaram o movimento grevista.

Rubens Paulo pediu aos diretores da Companhia, que nenhum servidor sofresse perseguição ou retaliação por ter participado do movimento. O presidente da Companhia, Rodrigo da Zaeli garantiu a todos que isso não iria acontecer. “Quero aqui agradecer a todos que participaram destas negociações, o sindicato que foi fundamental, os trabalhadores que estavam representando seus colegas, e dizer que nenhum servidor será perseguido por esta diretoria. A greve é dura, trás alguns prejuízos, mais, é um direito e isso vamos respeitar sempre”, declarou.

Trabalhadores da Coder aprovam as negociações e voltam as atividades
Trabalhadores da Coder aprovam as negociações e voltam as atividades

As negociações do movimento grevista estão sendo intermediadas pelo vereador Aristóteles Cadidé (PDT), que atualmente é o líder do prefeito na câmara.

Também estiveram presentes a assembléia os vereadores; Reginaldo Santos (PPS), Dico Sodré (PROS), Elton Mazetti (PSC).

O movimento de paralisação dos funcionários da Coder durou 11 dias. O acordo demonstra que o sindicato não está fazendo politicagem e sim defendendo os direitos de todos servidores.

Rubens Paulo finalizou dizendo que; o sindicato sempre esteve e está de portas abertas para negociar as demandas das outras categorias, basta o executivo se posicionar favorável a uma negociação e por fim a paralisação que atinge outras áreas do município.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui