PCCs da administração gera conflitos entres os servidores da pasta

0
2

Dentre os três projetos do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS), apresentados aos trabalhadores na sede do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, o que gerou maior discussão foi o da administração. Vários pontos da Minuta gerou questionamentos e embate entre os servidores. Um deles é limitação do servidor dentro quadro funcional. O servidor não poderá prestar o concurso público, para um nível de escolaridade e depois migrar para outro. A carreira será especificamente dentro a área. Exemplo, um técnico administrativo com ensino médio, só terá oportunidades de crescimento dentro da mesma função e no mesmo nível, ele não poderá apresentar diploma de curso superior e migrar de função. O profissional deverá se especializar em técnico administrativo de ensino médio. Mas, esse critério vale para todos os outros PCCS, a surpresa para os funcionários da administração, é que, eles não tiveram acesso a minuta durante a elaboração, ao contrário da saúde e da educação, que foram acompanhando desenvolvimento dos projetos.

A falta de conhecimento gerou uma discussão mais “acalorada”. Josemar Ramiro, coordenou as quatro comissões que acompanharam os trabalhos de elaboração do texto base da nova lei que trata dos direitos e deveres dos servidores. Ramiro foi representante do Prefeito no desenvolvimento dos textos, ele,  tentou convencer os servidores presentes, que essa seria a melhor forma de fechar o PCCS. Mas a tentativa não foi convincente .

Ao todo estavam na apresentação mais de 40  servidores, e representantes nomeados pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Rondonópolis (Sispmur). Depois de muita discussão a solução foi discutir o projeto por cargos. Os servidores que se interessarem em conhecer o PCCS, que está sendo montado para planejar a vida funcional dele, deve entrar em contato com o Sispmur para saber mais detalhes sobre as novas discussões, mais informações estarão publicadas no site do sindicato WWW.sispmur.org.br , ou ligar no 3421-3326.

O Presidente do Sispmur, Rubens Paulo, não acredita em um impasse entre o Executivo e os servidores. “Os projetos estão na direção que vem de encontro com os servidores. Agora tem alguns pontos que precisam ser esclarecidos, para o trabalhador, pois estamos tratando de algo que vai refletir diretamente na nossa vida funcional do servidor. Portanto ficou acertado que as comissões vão se reunir e rediscutir com cada categoria. Para que todos saibam como vai ficar a situação, pós PCCS. Esse é o papel do sindicato, buscar a melhor solução para todos. Pelo que nos foi apresentado até aqui, não vejo uma finalização ruim. Estamos perto de um acordo, basta o Executivo querer”, finalizou Rubens.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui