PCCS da Saúde/SUS também poderá ser alterado

0
1

Os servidores da Saúde se reuniram na sede do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Rondonópolis (Sispmur), juntamente com a diretoria administrativa do Sispmur para discutirem o Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS), dos servidores que estão na pasta da saúde. O presidente Rubens Paulo,  alertou os profissionais sobre algumas medidas que a administração faz na “Minuta”, do PCCS-Saúde/SUS. Os 2% que os trabalhadores tem anual, como ATS,no novo projeto passará a ser pago 10%, a cada cinco anos de trabalho.

Mas o sindicalista também explicou aos servidores que a atual administração tem como objetivo tirar o crédito dos servidores junto a sociedade. Rubens justifica explicando que, a administração forneceu alguns números da folha salarial dos servidores, onde mostra que os servidores concursados estão com mais de 50% da receita destinada a folha. E o numero de servidores é aproximadamente 30% do quadro funcional do município.O Sindicalista pontuou, que eles pegaram alguns servidores que tem muitos anos de trabalhos prestados à Rondonópolis e tentaram justificar o inchaço pós campanha em  cima dos servidores efetivos. “Temos que ficar atentos, eles mostram só o que interessam a eles. Não mostraram quantos servidores ganham o salário que apresentaram, e muito menos o tempo de serviço que este servidor tem junto ao município. Fica claro que a intenção é tirar o foco e jogar a população contra os servidores.O Sindicato não vai ser conivente com ações que denigram a imagem dos servidores  de forma alguma. Vamos lutar e mostrar que eles, estão gastando mais que têm no caixa. Falta  planejamento. Existe um inchaço, mas isso é responsabilidade do executivo. Estão com mais de dois mil servidores contratados pós campanha. O Sindicato não vai compactuar com essas atitudes e muito menos deixar afetar a vida dos servidores de carreira”, disse Rubens Paulo.

Sobre o adicional tempo de serviço (ATS), o Sindicato já ingressou uma ação no judiciário para rever a situação dos servidores.  Parecer Jurídico é pela incidência do ATS no patamar de 10% a cada  cinco anos. Aos agentes de saúde de nivel III e VI, e auxiliares de enfermagem e as auxiliares de consultórios dentários que desempenham as mesmas funções e estão em cargos diferentes serão encaminhadas para requerimento.

Uma servidora não acredita na aprovação da tabela salarial,uma vez que o Executivo ainda não recebeu o projeto. A construção da Minuta foi acompanhada por servidores. O projeto visa oferecer salários compatíveis  com a realidade, respeitando as especificidades desta carreira.

Alguns servidores questionaram o processo de mudança de classe, a indignação é que o servidor poderá se qualificar, mas não será permitido a mudança de função.

Todos os encaminhamentos, sugestões de alterações estão registrados no livro ATA do  Sindicato. E a diretoria do Sispmur deve fazer os encaminhamentos para o Executivo. O sindicato conta com apoio irrestrito da Câmara de vereadores para a aprovação do projeto que visa pautar a vida funcional de todos os servidores públicos do Município.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui