Servidores pressionam e prefeito desiste de retirar PCCS da Câmara

2
1

A quarta-feira (17), foi um dia de muita expectativa para os servidores públicos municipais de Rondonópolis-MT. Data em que a maioria dos servidores estava encarando, como o divisor de águas na vida funcional. Os Planos de Cargo e Carreira dos Servidores (PCCS), poderiam ser retirados da casa leis a pedido prefeito Percival Muniz.

greal 002

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Rondonópolis (SISPMUR), convocou todos para uma assembleia extraordinária nas dependências da Câmara. Os servidores atenderam o chamado e compreenderam a importância dos projetos que pautam a vida funcional de cada um (servidor).Os servidores se organizaram e levaram cartazes com frases cobrando que o executivo cumprisse a promessa e implantasse o PCCS. Também lembraram a todos os vereadores que o objetivo do PCCS é a garantia jurídica tanto para o município quanto para os servidores. Há três anos o prefeito, vem protelando a implantação do novo projeto, e depois de muita espera, idas e vindas para comissão, sindicato e executivo, o prefeito resolve voltar a estaca zero e tenta retirar o mesmos da Câmara.

O presidente do Legislativo, Lourisvaldo de Oliveira (Fulô)
O presidente do Legislativo, Lourisvaldo de Oliveira (Fulô)

Depois de muitas discussões e os vereadores se posicionarem contrário a retirada do projeto da casa, o líder do executivo, o vereador Ibrahim Zaher (PSD), retirou o oficio  da pauta de votações . O projeto está sendo analisado pela Comissão de Constituição e Justiça. O objetivo é verificar se não há algo inconstitucional e evitar maiores prejuízos no futuro.

O presidente do Legislativo, Lourisvaldo de Oliveira (Fulô), tranquilizou os servidores afirmando que a  casa não irá votar nada contra os mesmos. Ele ainda lembrou que o PCCS é um compromisso do executivo e que  depois de três anos de muita espera a Câmara deve votar os projetos.

Rubens Paulo presidente do SISPMUR
Rubens Paulo presidente do SISPMUR

Para o presidente do SISPMUR, Rubens Paulo, a retirada dos PCCS, seria mais uma manobra do prefeito para não implantar os novos planos. Ele ainda lembrou a todos que o PCCS seria uma forma realizar novos concursos sem onerar os cofres públicos do município. Rubens, destaca que estes projetos não trazem aumentos de gastos para o executivo. “Trabalhamos com muita responsabilidade, e as emendas propostas foram discutidas com comissão de servidores, Câmara e executivo.  Dizer que vai retirar os projetos da Casa de Leis por gerar impacto nas finanças, isso é uma falácia. Outro ponto que o executivo cai em contradição, é com relação  a realização do concurso público. Antes (prefeito) dizia que não poderia realizar concurso público sem implantar novo PCCS, porque isso aumentaria os gastos com folha de pagamentos. E agora lança edital para concurso com PCCS vigente. Isso é bastante confuso”, declara Rubens Paulo.

O presidente já lançou edital de convocação para a próxima assembleia geral extraordinária que deve acontecer na quarta-feira dia 24, data em que os PCCS devem entrar na pauta de votação.

2 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns aos vereadores e ao Rubens, nunca me arrependi de contribuir com o nosso sindicato. Estamos todos cansados,MAS A VITÓRIA ESTÁ PRÓXIMA.Colegas administrativos todos juntos vamos a câmara na quarta, dia 24.

  2. Estou perto de me aposentar e tenho a honra de dizer que sempre estive junto ao sindicato, não importando com a diretoria que estava no momento. ..pois sei que são pessoas que estão nos representando…e buscando melhorias para nós servidores…fico feliz que fiz parte das lutas em busca da nossa valorização. …pois desde a época que entrei no municipio nunca ganhamos nada, sempre tivemos que lutar! PARABÉNS PREDIDENTE RUBENS COM A SUA DIRETORIA COMPETENTÍSSIMA …

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui