Sindicalistas se reúnem para discutir a situação dos servidores públicos e a “PEC da Maldade”

0
0

nedislon-e-daniel

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Rondonópolis (SISPMUR), Rubens Paulo, recebeu a visita dos  diretores da FEESPMEMT na tarde desta quinta-feira (20).

Na oportunidade os diretores  discutiram vários assuntos de interesse dos servidores e politica de valorização  para categoria dos servidores públicos de forma geral. O presidente da FEESPMEMT  Nedilson Maciel dos Santos e o vice Daniel Ferreira Júnior buscam o fortalecimento da força sindical neste período em que o Congresso Nacional começa aprovação das “reformas”  que são consideradas um pacote de maldades contra os trabalhadores brasileiros.

A PEC 241 é o congelamento de recursos para Educação e Saúde. Congelamento de salários no serviço público. Congelamento do salário mínimo durante 20 anos, a economia brasileira poderá estar exclusivamente voltada para favorecer apenas três segmentos: empresários, banqueiros e credores internacionais. Com a aprovação do ajuste fiscal em primeiro turno na Câmara dos Deputados, por 366 a 111, o governo Temer segue articulando com sua base aliada a aprovação da Proposta de Emenda Constitucional 241/2016. A proposta volta a ser votada pelos deputados, em segundo turno, que pode acontecer no próximo dia 24, segundo o relator da emenda, deputado Darcísio Perondi (PMBD/RS). Depois segue para o Senado.

A emenda que já vem sendo chamada pela população de “PEC da Maldade” limita o orçamento dos órgãos públicos à inflação do ano anterior, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA). Mesmo que o país aumente a arrecadação frente às despesas, os órgãos públicos não poderão aumentar salários, fazer investimentos, melhorar os serviços públicos, nem conceder ganho real ao salário mínimo. Justamente as medidas adotadas pelo governo anterior e que, nos últimos anos, aumentou o poder aquisitivo dos trabalhadores, aumentou salários de servidores, com a reposição de perdas históricas, e ainda garantiu diversas conquistas sociais.

visita-nedilson

Segundo os sindicalistas os servidores públicos hoje vive na dependência das bancadas do agronegócio e do empresariado. “O que falta para os servidores é construir uma base politica que nos represente nas Assembleias Legislativas e também no Congresso Nacional. Hoje é praticamente uma luta no escuro sem ter quem nos represente de fato. Os servidores precisam despertar esse olhar e começar a trabalhar e apoiar colegas que tem potencial para ser eleito e que vai nos respaldar defendendo nossas bandeiras de luta nas Casas de Leis, caso contrário vamos ter dias bem piores a exemplo do que estou falando é a PEC 241 e a 257  que é um retrocesso para todo povo trabalhador”, declarou Nedilson Maciel.

Rubens Paulo também é diretor da FEESPMEMT e está pronto para expandir sua luta em defesa da classe trabalhadora. Os resultados da ultima eleição não diminuiu a vontade de seguir contribuindo com a luta por uma politica de valorização à todos os servidores públicos. Rubens disse que respeita e a opinião e a escolha do povo. “Apenas torço por aqueles que venceram as eleições e peço que eles não esqueçam dos servidores que tanto se dedica por uma Rondonópolis melhor e com direito a saúde e mais qualidade de vida à todos trabalhadores da nossa cidade. O voto é democrático e todos devem respeitar essa liberdade de escolha. Estou pronto para defender os interesses do nosso servidor e aos eleito desejo sucesso”, disse Rubens Paulo.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui