Sispmur fiscaliza condições de trabalho em unidades de saúde da rede municipal

0
65

A diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Rondonópolis (Sispmur), esteve nesta quarta-feira (22), no Laboratório Central e no Centro de Especialidades Apoio e Diagnóstico Albert Sabin (Ceadas), o principal motivo das visitas se devem por conta das condições de trabalho dos servidores e a estrutura dessas unidades, que carecem de condições mínimas para os funcionários e a população.

A presidente do Sispmur Geane Lina Teles, destacou que durante as visitas foram encontradas inúmeras irregularidades, que afetam diretamente a condição de trabalho, segurança e saúde dos servidores. “A fiscalização foi na intenção de ver em loco as necessidades dos servidores, e em que condições eles têm trabalhado, e notamos que não só os servidores correm riscos como também as pessoas que buscam pelos serviços ofertados nesses locais. Na sala de Raios-X do Ceadas, por exemplo, as paredes estão rachadas, podendo estar passando radiação aos pacientes que esperam por atendimento, no laboratório as condições estão ainda piores, pouco espaço, e salas que foram projetados para realizar em média 15 mil exames hoje tem realizado cerca de 80 mil, fazendo dos servidores verdadeiros heróis que se desdobram para ofertar a população exames de qualidade mesmo com o pouco apoio do poder público, além dos problemas estruturais que também oferecem riscos aos usuários”.

Outro ponto questionado pela presidente foi em relação ao Laudo Técnico das Condições Ambientais de Trabalho (LTCAT), onde a empresa contratada pode não estar avaliando devidamente as funções insalubres. “Tememos que esse laudo seja apenas mais um imbróglio dessa gestão, a empresa está contratada desde fevereiro e até o momento não temos uma data para finalizar, uma negativa desta gestão em pagar o direito dos servidores, em função disto contratamos um técnico para que possamos acompanhar esse processo e se percebermos que há inconformidade questionarmos. Estamos lidando com a saúde do trabalhador, e o sindicato preza pela saúde e pela dignidade do servidor, por isso precisamos agir com cautela,” conclui. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui