Sispmur intensifica as atenções para analisar PCCS

3
2

 

Foto: Arquivo-Sispmur
Foto: Arquivo-Sispmur

A assembleia realizada nesta sexta-feira (04), foi mais uma oportunidade para ouvir os servidores apresentar as tabelas dos Planos Cargos Carreiras e Salários (PCCS). Os novos planos foram entregues pelo vice-prefeito Rogério Salles, poucas horas antes da assembleia, e por falta de tempo para analisar, ficou decido em votação a prorrogação do indicativo de greve. Durante este período servidores e sindicato, vão analisar as minutas que trás o texto da lei e as tabelas. Mudanças que refletem diretamente da vida funcional de todos os servidores concursados. Sindicalistas e trabalhadores vão focar as atenções em avaliações  das novas tabelas e posterior o conteúdo da nova minuta. Os servidores cobram a conclusão dos PCCS, que já está bastante atrasado, e o sindicato está direcionando todas as atenções para finalização do PCCS.

A prorrogação, segundo o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Rondonópolis (Sispmur), Rubens Paulo, ocorreu para que a categoria aguarde a finalização das discussões com a Prefeitura sobre os novos PCCS dos servidores públicos do Município.
“Vamos aguardar, mais uma vez, as negociações sobre os PCCS, que acabou de ter início com o Município, mas com o indicativo de greve”, afirmou o presidente do Sispmur, Rubens Paulo, que acrescentou que o momento atual deve ser de “negociação”.
Além da discussão sobre os PCCS, que estão em reestruturação desde o ano passado e ainda não foram entregues para a votação na Câmara Municipal, os servidores também incluem na pauta a questão salarial.
Segundo Rubens Paulo, a reposição salarial da categoria é outro assunto que ainda deve ser negociado com a Prefeitura. Os servidores públicos municipais reivindicam uma reposição  salarial de 19%.
A categoria vem mantendo o indicativo de greve desde dezembro de 2013, quando foi aprovado pela primeira vez. De lá para cá, em todas as assembleias realizadas, a maioria decidiu em prorrogar o indicativo, podendo deflagrar uma greve a qualquer momento. O sindicato tem pré agendado uma assembleia ainda para este mês de abril.

3 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta para déborah regina das neves amorim Cancelar resposta

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui