Perito judicial não comparece e Sispmur pede urgência no caso da insalubridade de agentes de saúde e endemias

0
146

A 1ª Vara Especializada da Fazenda Pública de Rondonópolis marcou para quinta-feira (30), trabalho pericial que seria realizado na Secretaria Municipal de Saúde, para enfim concluir a questão do pagamento da insalubridade de mais de 100 trabalhadores Agentes Comunitários de Saúde e Endemias filiados ao SISPMUR.

Em 2020, o Sispmur judicializou a questão depois que a Prefeitura suspendeu o pagamento do adicional de insalubridade após a confecção do LTCAT -Laudo Técnico das Condições Ambientais de Trabalho, da categoria dos agentes.

O judiciário designou um perito, mas o profissional não compareceu. No local estiveram presentes peritos do Desopem e outro especialista contratado pelo Sispmur. É válido lembrar que perito nomeado pela justiça também foi pago exclusivamente pelo SISPMUR e os custos não foram repassados para os servidores.

A falta de conclusão do processo implica na vida de 100 trabalhadores, filiados ao Sispmur.
O departamento jurídico do Sispmur já informou no processo que o perito judicial não compareceu no local determinado, pediu a substituição e uma nova nomeação em regime de urgência.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui